Como evitar o sexing em adolescentes

Mais adolescentes do que nunca possuem telefones celulares, mantendo-os atualizados e conectados com seus pares. Muitos pais temem que o fácil acesso à comunicação instantânea, tanto por escrito quanto por meio de fotos, signifique que seus filhos adolescentes correm maior risco de sexting.

O envio de fotos quase nuas ou nuas por meio de telefones celulares está se tornando cada vez mais popular entre os adolescentes, e os pais de todo o país estão trabalhando duro para garantir que seus adolescentes estejam cientes dos perigos do sexting.

O aumento do número de adolescentes que admitem sexting está crescendo rapidamente. De acordo com uma pesquisa de 2021, quase 20% dos adolescentes relatam que se envolveram em sexting. Além de ilegal, o sexting pode ser uma violação prejudicial e invasiva da privacidade, causando angústia mental e limites insalubres para os relacionamentos adolescentes.

Há várias coisas que os pais podem fazer para combater o sexting e garantir que o filho adolescente não envie ou receba imagens explícitas.

índice

  1. por que os adolescentes querem sext
  2. perigos do sexting
  3. Impeça os adolescentes de sexting
    1. Estabeleça um ambiente saudável em casa.
    2. Monitore as mídias sociais e os telefones celulares de seus filhos.
    3. Explique as consequências do sexting.
    4. Estabeleça limites no uso de redes sociais.
    5. Educar os adolescentes sobre o que fazer.

por que os adolescentes querem sext

Muitos pais não percebem as complexidades envolvidas na decisão de um adolescente de começar a fazer sexting. Muitos adolescentes que fazem sexo têm problemas de autoestima, sucumbem à pressão dos colegas ou sofrem cyberbullying por isso. Outros estão tentando desesperadamente encontrar aceitação em um grupo de colegas ou se tornar românticos com a pessoa de quem gostam. Ainda outras razões incluem o desejo de se rebelar, buscar emoções ou o desejo de se sentir mais adulto.

Como evitar o sexting

As meninas são mais propensas a enviar imagens sexualmente explícitas do que os meninos, e muitos adolescentes enviam mensagens de texto para pessoas que nem conhecem. Não são apenas os criadores de fotos de nus ou quase nus que praticam sexting. Muitos adolescentes relatam enviar fotos explícitas para outras pessoas, e mesmo porque poucos adolescentes que enviam mensagens de sexo são pegos, isso encoraja outros adolescentes e, de repente, o sexting está em toda parte.

perigos do sexting

Mais do que qualquer outro fato, os adolescentes precisam aprender que sexting é contra a lei. Diferentes estados atribuíram penalidades diferentes para o envio de fotos explícitas de menores que acarretam pena de prisão e multas, mas, no geral, é uma consequência que nenhum adolescente ou seus pais querem descobrir por si mesmos.

A conclusão é que os perpetradores podem ser pegos e punidos, por meio de uma condenação por pornografia infantil. não só o remetente está com problemas, mas quem enviou as imagens também é culpado. Além das ramificações legais, o sexting é uma maneira infalível de os adolescentes prejudicarem suas reputações online, ignorarem a privacidade digital e aprenderem a permanecer online da maneira mais difícil.

Impeça os adolescentes de sexting

Os pais não terão muita influência se estabelecerem regras muito rígidas sobre o uso de mídia digital, porque os adolescentes encontrarão outras maneiras de se conectar, como na escola ou na casa de um amigo. A melhor chance que os pais têm é educar seus adolescentes sobre sexting, incluindo as razões por trás disso, bem como as ramificações de serem pegos.

Aqui estão 5 coisas que os pais podem fazer que podem influenciar seus adolescentes quando se trata de sexting:

  • Estabeleça um ambiente saudável em casa.

Adolescentes que vivem em uma casa bem ajustada, têm alta auto-estima e são ativos e saudáveis ​​são menos propensos a se sentir pressionados a fazer sexo ou sucumbir à pressão dos colegas para fazê-lo. Um lar saudável também estabelece boas relações entre pais e filhos, abrindo as portas para a comunicação.

  • Monitore as mídias sociais e os telefones celulares de seus filhos.

Isso não significa que os pais devem verificar seus filhos adolescentes 24 horas por dia, 7 dias por semana. Em vez disso, verificações telefônicas aleatórias e acesso às contas de mídia social de um adolescente para inspeção ocasional geralmente são suficientes para deixar os adolescentes nervosos por serem pegos com imagens explícitas em seus dispositivos.

  • Explique as consequências do sexting.

Pinte uma imagem vívida do que acontece com os adolescentes que enviam fotos explícitas de menores, incluindo o tempo na prisão. Use notícias recentes sobre criminosos em seu estado para ilustrar a situação. Manter as consequências claras, reais e impactantes em mente pode desencorajar muitos adolescentes até mesmo de participar.

  • Estabeleça limites no uso das mídias sociais.

Muitas famílias têm situações ou horários do dia em que os telefones celulares estão fora dos limites, como durante o jantar. Manter os adolescentes fora de seus telefones o dia todo é outra boa maneira de limitar as sessões de bate-papo tarde da noite, etc. Outra opção é manter os carregadores de telefone no quarto dos pais para que o adolescente não possa acessá-los quando estiver na cama.

  • Educar os adolescentes sobre o que fazer.

Criar uma foto sexualmente explícita e enviá-la não é apenas considerado sexting, mas simplesmente encaminhar a imagem. Até mesmo pedir fotos sexualmente explícitas de outra pessoa é parte do problema geral. Os pais devem ensinar aos adolescentes o que fazer se receberem um texto sexual e como proceder antes de terem problemas. sobre o que os adolescentes devem fazer se receberem mensagens sexuais de seus colegas. É mais provável que um adolescente seja atraído por pais calmos e razoáveis ​​do que por pais emocionais e críticos.

Os pais que seguem todos esses passos criarão um ambiente aberto e comunicativo onde os adolescentes são educados, conscientes e confiantes o suficiente para resistir à emoção ou pressão de se envolver em sexting. Como a maioria das coisas na vida, os pais só podem construir uma base sólida para o que eles querem que seus filhos façam, mas com sabedoria e compaixão, os adolescentes são mais propensos a tomar as decisões certas quando se trata de sexting.

  • O que é o iMessage e como ele é diferente do SMS?
  • 10 dicas de mídia social para pais

descubra mais conteúdo

O que é um amplificador integrado?

Google Pixel Watch também tem detecção de queda, mas não até o próximo ano

As melhores xícaras de café aquecidas de 2022

Como automatizar seu iPhone com base na hora, atividade ou localização

"Isso deve ter sido antes do meu tempo"

Por que a NASA enviou Snoopy para a Lua? – Revisão Geek

Como evitar o sexting?

6 chaves para evitar os riscos de sexting

  1. Não promova sexting ou participe de sua divulgação.
  2. Facilitar um ambiente de confiança.
  3. Avalie a idade e maturidade necessária.
  4. Proteja os dispositivos.
  5. Configure outras funções úteis.
  6. Linha direta de segurança cibernética INCIBE, 017.

O que é sexting e como evitá-lo?

' Sexting ' consiste no envio ou troca de conteúdo sexual, principalmente fotografias e vídeos, produzidos pelo próprio remetente e enviados a outras pessoas por meio de aplicativos de celular ou outros dispositivos tecnológicos.

Como evitar sexting e grooming?

Como prevenir?

  1. Converse constantemente com as crianças para descobrir como elas usam a tecnologia.
  2. Peça-lhes para não compartilhar informações pessoais.
  3. Use ferramentas de controle dos pais para impedir que seus filhos acessem conteúdo impróprio.
  4. Defina um limite de tempo para o uso da Internet.

O que pode ser feito para evitar o sexting e a sextorsão?

  1. 1) Não compartilhe fotos íntimas pelas Redes Sociais ou pela Internet.
  2. 2) Cubra as câmeras do seu computador e celular.
  3. 3) Mantenha o antivírus e o antimalware atualizados em seu computador e celular.
  4. 4) Não instale aplicativos e programas não oficiais, pois podem conter spyware.
Ir arriba