Como Josh Wadinski, da Plantioxidants, criou uma marca de destaque na indústria de cuidados com a pele lotada

De matagais a hidratantes, bálsamos e cremes para a pele, o espaço de beleza vê inúmeras marcas aparecerem e desaparecem. Isso não deve surpreender, porque a indústria oferece muita escolha, mas tão pouca diferenciação verdadeira. No ano passado, o editor de beleza da revista Marie Claire, Jennifer Goldstein, apontou que as empresas de cuidados com a pele procuram a indústria de cosméticos coloridos para diferentes tendências.

Mas e as tendências que são mais um movimento? De acordo com o BeautyStat.com, as necessidades e valores individuais agora impulsionam compras e lealdades. As pequenas empresas tendências relacionadas a Josh Wadinski, da Plantioxidants, para ter seus pensamentos sobre esse ponto e os passos que ele tomou para garantir que ele não estivesse criando uma marca «eu também».

Tendências de cuidados com a pele

Com uma abordagem disruptiva da pele de luxo, Wadinski é um ambientalista ao longo da vida e advogado de vida limpa que trabalhou na Fortune 100 empresas que construíam níveis domésticos e globais estratégias. Quando ele começou a aprender sobre a indústria da beleza e a importância de cuidados com a pele saudáveis, ele rapidamente percebeu que as opções disponíveis para produtos verdadeiramente naturais eram severamente limitados e inautênticos. Por ser um estranho, era fácil para ele ver muitas práticas atuais para o que realmente são-fachadas. Emparelhando sua experiência internacional e pensamento criativo com suas visões eco-conscientes e estilo de design refinado, Wadinski lançou os plantioxidantes em 2016 para criar produtos de beleza que preenchem a lacuna entre luxo, saúde e sustentabilidade.

* * * * *

Tendências de pequenas empresas: como você garantiu que sua ideia de negócio já não estivesse tomada?

Josh Wadinski: O Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO) era meu melhor amigo ao descobrir se minha idéia para plantioxidantes já foi levada através de patentes ou marcas comerciais. Eu pesquisei patentes passadas e limpei completamente todas as marcas comerciais. O que eu aprendi é que você não é impedido de obter sua marca registrada se encontrar marcas comerciais semelhantes; no entanto, há um período de carência em que você não saberá se as patentes ou marcas comerciais foram concluídas. Normalmente, é com isso que os escritórios de advocacia podem ajudar, e eu descobri que há muita qualidade e opções legais acessíveis para startups. Por exemplo, o advogado de foguetes e minha força legal favorita. Eles me deram bastante tempo sem cobrar no começo.

Tendências de pequenas empresas: e você também verificou domínios?

Josh Wadinski: Eu absolutamente verifiquei os domínios. Whois é o banco de dados que usei. Permite que você saiba se os sites estão em uso. Outros como GoDaddy e Google Domains foram limitados em seu alcance e informação. Se alguém tomou um domínio incrível que você ama, mas digamos que ele o use apenas para e-mail, você pode tentar empurrá-lo para desistir.

Tendências de pequenas empresas: Quais são os desafios mais difíceis de administrar um negócio em seu nicho?

Josh Wadinski: Fora da SPF e produtos específicos de «acne», cuidados com a pele e cosméticos como categorias dentro da indústria da beleza são como o oeste selvagem! Quase não há regulamentação e, portanto, as empresas fazem o que querem sem muita penalidade. A infeliz realidade nos EUA é que os consumidores realmente impulsionam mais mudanças em termos de regulamentação do que as políticas estaduais ou federais. Por exemplo, as marcas às vezes mudam apenas se os consumidores exigirem beleza vegana, beleza sem parabenos ou produtos sem crueldade. Isso significa que inúmeras marcas não criam produtos com base no que a pesquisa mostra é segura ou insegura, mas em tendências de mídia e consumidores! Big Tobacco é um ótimo exemplo. Eu escrevi sobre esse tópico no site dos Plantioxidantes. As marcas de beleza são uma dúzia de dez centavos. Eu não queria iniciar uma empresa que caísse no abismo de marcas que proporcionassem pouco valor nutricional aos consumidores. Por sua vez, eu auto-regulado.

Tendências de pequenas empresas: isso é algo que você não ouve com frequência. Quais são algumas opções de auto-regulação? Para o pequeno empresário que ouve a frase «auto-regulação» e imediatamente se preocupa com a perda de dinheiro e o tempo, o que você diz a ele?

Josh Wadinski: criei Plantioxidantes para fazer uma mudança na indústria da beleza, Para ajudar a mudar para o que os consumidores merecem, mesmo que a regulamentação não esteja em vigor. Se o seu setor não for regulamentado, sempre se auto-regula. Eu decidi criar o que é «certo» e o que é «bom» quando iniciei a marca, e, portanto, os plantioxidantes são muito intencionalmente certificados pelo USDA Organic. Várias opções foram analisadas, mas de todas as medidas, o USDA Organic teve os padrões mais rígidos ao considerar a questão de «Quais são os ingredientes mais seguros e limpos que podemos usar em nossa pele? Você tem outras dicas para uma nova pequena empresa tentando se destacar?

Josh Wadinski: Acredito que a parte mais importante de qualquer produto é o produto inteiro. Na beleza, isso significa não apenas pensar nos ingredientes e fórmula, mas também nas garrafas, nas caixas externas, nas caixas de transporte etc. A pegada ambiental da marca Plantioxidants é o mais pequeno possível. Há um esforço contínuo para garantir isso. Não implementei um padrão de auto-regulação, mas minha meta mínima, que quase atingimos completamente, é um circuito fechado, para que nossa embalagem usada hoje também possa ser usada como nossa embalagem para amanhã. Tenho esperanças maiores por isso, incluindo a contratação de um diretor de sustentabilidade. O «ciclo de vida da beleza» refere-se à importância de considerar todo o processo de compra que você experimenta como consumidor.

Ir arriba