Como será as pequenas empresas em 2030?

No mundo das pequenas empresas, muitas vezes olho para minha bola de cristal e prevejo o que acontecerá no próximo ano. Mas com o evento Black Swan conhecido como Covid-19, tornou-se quase impossível prever o que acontecerá a seguir.

No programa de rádio para pequenas empresas desta semana, entrevistei o professor Mauro Guillen, que é o principal pensador da Wharton Business School sobre tendências de negócios globais. Ele tem um novo livro, «2030: como as maiores tendências de hoje colidirão e reformulam o futuro de tudo», no qual ele fornece uma análise das tendências econômicas, demográficas e tecnológicas de hoje para prever como o mundo parecerá uma década daqui a .

Pequenas empresas no ano 2030

Professor Guillen acredita que, quando somos confrontados por mudanças maciças, as pessoas congelam ou vão para o outro extremo imediatamente e começam a reinventar eles mesmos. Seu conselho é que, quando tantas coisas estão mudando, evite extremas e mova-se gradualmente. Não tome decisões irreversíveis quando tantas coisas são incertas.

Ele viu as atuais tendências de aceleração pandêmica que já estão acontecendo como a adoção de tecnologias em áreas como tele-medicina e comércio eletrônico. Essas mudanças acontecem por necessidade quando o contato pessoalmente não é possível.

O professor Guillen também vê que, até 2030, a população acima de 60 anos será o maior grupo de consumidores e terá mais poder de compra do que qualquer outro grupo demográfico do país. Ele ressalta que as gerações mais jovens estão tendo dificuldade em economizar dinheiro e, durante a pandemia, muitos agora estão voltando com seus pais.

Até 2025, ele prevê que mais riqueza pertence a mulheres do que homens. A pandemia pode retardar essa tendência, uma vez que está prejudicando as mulheres mais do que os homens, pois elas tendem a trabalhar em ocupações de serviço.

Professor Guillen acredita que todos que trabalham remotamente o tempo todo não são sustentáveis, pois somos criaturas sociais. Ele acha que um modelo de trabalho híbrido se desenvolverá onde os funcionários voltarão ao escritório dois a três dias por semana.

Ouça a entrevista inteira no programa de rádio para pequenas empresas

Leia mais:

  • Notícias para pequenas empresas

Video:Come saranno le piccole imprese nel 2030?

Ir arriba